Sidney – Por Patrícia Perdigão

Sidney Paty PerdigãoPor que Sidney?

Além do clima parecido, o lifestyle de Sydney tem muito de Brasil. É praieira e turística e por isso é fácil para os brasileiros se adaptarem à cultura. Tem tudo aquilo que amamos: praia, sol, esportes, saúde, festas e um cardápio multicultural. Plus, muita qualidade de vida.

Quando ir?

Sydney foi feita para o verão. Recomendo visitar entre Outubro e Março para poder usufruir as badaladas praias urbanas, passeios de carro pela costa, churrascos, almoços e drinks ao ar livre. Além do que, é no verão que a cidade abre as portas para os melhores festivais de música, gastronomia e arte.

Quanto tempo ficar?

Para visitar um mes é suficiente. Para estudar, no mínimo 6 meses. E para morar, para sempre.

Onde ficar?

Como brasileira, nao vim para a Austrália para morar no centro da cidade. Entao recomendo as duas praias de melhor conveniência: Bondi Beach, no sul, e Manly Beach, no norte. Ambas, meia hora da city.

Ideal para?

Trabalhar e estudar ao mesmo tempo – uma vez que eles concedem esse direito. Surfar. Viajar. Se bronzear. Assistir jogos de rugby.  Conhecer gente, cangurus, coalas. Fazer compras e relaxar.

Programas culturais?

Os pontos turísticos mais famosos de Sydney estão no coração da cidade. Acima da baía mais famosa está a Harbour Bridge, que separa o Ópera House e o Jardim Botanico – à direita – do bairro mais antigo de Sydney formado por pedras, o The Rocks – à esquerda. Ainda na city, está o Darling Harbour, um porto muito charmoso rodeado por restaurantes, cafés, o maior cinema 3D do mundo, o grande aquário, e o Wild Life onde podemos ver de perto os cangurus.

Restaurantes?

North Bondi Italian: Tradicional restaurante italiano, frequentado por um público seleto.  O balcony ao ar livre com vista para a praia mais famosa da Austrália – Bondi – é ideal para almoçar com os amigos em um fim de semana de sol saboreando um gelado vinho rosé. Prato favorito: “Bucatini all Nero” Squid cooked in its own ink with a little chilli tomato sauce.

Aria: Considerado um dos melhores restaurantes de Sydney, o Aria oferece um cardápio contemporaneo e inovativo, uma award-winning carta de vinhos e um eficiente atendimento. O ambiente é romantico e é necessário fazer reservar com antecedencia. Entrada Favorita: Peking duck consommé with duck dumplings, shaved abalone and mushroom. Prato Favorito: roasted fillet of King salmon with fennel, orange and watercress

Compras?

O centro commercial mais estiloso em Sydney está localizado na Pitt Street. Nessa região, além do Westfield – shopping mais famoso da Austrália – duas grandes lojas de departamento se destacam pela divesidade de produtos: Myer e David Jones.

O Queen Victoria Building é reconhecido por abrigar marcas consagradas e pela sua arquitetura totalmente diferenciada.

Baladas?

Kings Cross é uma das áreas mais badaladas de Sydney com dezenas de bares, boates e restaurantes de todos os tipos. Recomendo para quem quer dançar e badalar até o amanhecer.

Outra opcao é a City, onde as baladas mais sao mais seletas e os Dj`s renomados. Minha favorita é a Ivy Pool, devidamente corada com bagalos e piscina iluminada. Para agradar aos ouvidos, o melhro da house music. Mas atencao: só entra quem está bem vestido e não aparenta ter bebido muito. (Nada de queimar a largada no pré, heim?!)

Furada?

Alugar um trailer com camas, cozinha e banheiro para subir o litoral. Perrengue. – Falo por experiêcia própria – Prefira um carro ou aviao.

O que levar na mala?

Roupa de banho, cangas brasileiras, chinelo hawaiana, e muito protetor solar. Com o sol aqui não se brinca.

Sydney pode não ser a capital, mas é a maior metrópole da Austrália. Vá por sua paisagem sem igual, com quilômetros de litoral, pelo porto de cair o queixo e pelos parques montanhosos – tudo regado à clima tropical quente. Precisa mais?North Bondi Italian Restaurant

Por Patrícia Perdigão

What About Green Tea?

Você com certeza já ouviu falar dos benefícios que o chá verde pode trazer para a sua saúde. Mas, antes de incluir a bebida no seu cardápio, é importante esclarecer quais são, de fato, os efeitos que a infusão traz ao nosso organismo.

Chá verde

Faz bem?

Extraído da planta Camellia sinensis, o chá verde ficou bastante popular em decorrência de suas funções terapêuticas. Além de auxiliar na redução dos níveis de colesterol, e ajudar na prevenção de diversos tipos de câncer e doenças cardiovasculares, é famoso pelo seu poder emagrecedor. Porém, o consumo dessa bebida exige cautela.

Ajuda a emagrecer?

Além de possuir catequinas, um potente antioxidante e anti-inflamatório, o chá verde possui cafeína. Esse sinergismo pode potencializar o benefício termogênico, promovendo um aumento no gasto energético e um efeito auxiliar na perda de peso. Porém, só gera resultado significativo quando associado à prática de exercícios físicos e dieta adequada.

Existem contra-indicações?

Grandes doses de cafeína podem promover um aumento na pressão sanguínea e, por isso, pessoas com problemas de hipertensão só devem fazer uso da substância com acompanhamento médico. Vale também lembrar que, para não prejudicar o sono, o consumo do chá deve ser evitado a noite.

Pode ser consumido sempre?

Por apresentarem concentrações de taninos, substâncias consideradas como um fator antinutricional, podem influenciar a digestão e absorção dos outros nutrientes da nossa alimentação, como exemplo, o ferro. Por isso é recomendado seu consumo longe das principais refeições.

Como preparar?

Sua infusão não deverá ser superior a 10 minutos, pois a alta liberação de taninos podem também causar um sabor amargo no chá. Para um total aproveitamento de suas propriedades antioxidantes, deve ser preparada com o tempo de infusão de pelo menos 5 minutos.

Há sempre a dúvida em qual chá verde consumir: A folha ou o sachê? O chá em saquinhos não contém quantidades adequadas dos compostos bioativos que exercem os efeitos benéficos à saúde. Portanto, é essencial que o preparo dos chás seja feito partir de suas folhas, desde que sejam de procedência conhecida – com registro da ANVISA. Deve-se ficar atento quanto à compra de produtos a granel, pois este tipo de produto que fica exposto possui um alto teor de contaminação.

Qual a quantidade ideal de consumo?

Estudos indicam que o consumo ideal de chá verde para garantir os efeitos benéficos é de 4 a 6 xícaras ao dia. O consumidor pode preparar o chá, mantê-lo em geladeira ou em temperatura ambiente por até 24h, consumindo ao longo do dia. Porém, nunca deve ser reaquecido. Caso a preferência seja de seu consumo quente, é interessante que ele seja consumido logo após o seu preparo.

Atenção! O consumo de chá verde deve ser evitado por gestantes, e moderado no caso de mulheres que estão amamentando, pois a cafeína presente no chá verde pode causar irritabilidade e distúrbios do sono nos bebês. O ideal é a ingestão de outros tipos de chás, como o chá de camomila, erva-cidreira, erva-doce que são digestivos e calmantes, garantindo tranquilidade tanto para a mãe, quanto para o bebê.

Por Fernanda Calvo

 

 

 

 

 

O “Jingle Bells” das Angels

A Victoria Secrets preparou um video com as algumas de suas adoráveis angels, para animar a chegada do Natal. Como esperado, todas aparecem bem sexy, vestidas com túnicas de seda e gorrinhos de Papai (ou seria Mamãe?) Noel. Até ai tudo certo. Mas espere só para ver a nossa querida Adriana Lima (não) cantando “Jingle Bells”! Será que a temporada de moda internacional é tão intensa que ainda não deu tempo dela aprender inglês? Prefiro pensar que que foi falta de concentração ao decorar a música… Anyway, no final do vídeo ela se desculpa e justifica que nós não temos Jingle Bells no Brasil. Ufa! Já imaginou ela se arriscando na versão brasileira da música? Melhor nem pensar!

 

Marni for H&M

Nessa onda de “todo-mundo para H&M”, a mídia andou especulando bastante sobre a possibilidade de Tom Ford ser o próximo designer a fechar uma parceria com a fast fashion. Mas infelizmente, a resposta é não – ou pelo menos, não ainda. Dando sequência ao sucesso das coleções Lanvin e Versace para a H&M, a próxima colaboração foi anunciada e será com a Marni. O lançamento está previsto para 08 de Março, mas já dá para ter uma idéia do que vem por ai através do vídeo de divulgação:

Curti! E vocês? Agora vamos pedir aos nossos amigos suecos a caridade de não lançar “Balmain para a H&M” sem antes abrir uma lojinha aqui no Brasil!? Por favor, não me obriguem a pegar um avião só para isso….

 

 

British Fashion Awards

British Awards LookOs resultados do British Fashion Awards foram divulgados ontem na cerimônia anual de entrega do prêmio e, mesmo com alguns vencedores bem previsíveis, houveram algumas surpresas. Sarah Burton ganhou o prêmio de designer do ano, pela trabalho realizado na Alexander McQueen (merecido). Alexa Chung levou para casa o prêmio de “british style”, o que seria normal – e igualmente merecido – não fosse o fato de esse ano ela estar concorrendo com Kate Middleton, que era considerada a favorita (oi?). Victoria Beckham, parece finalmente ter acertado o tom como designer e, como reconhecimento, desbancou a Burberry, Stella McCartney e Tom Ford na categoria melhor grife – um grande feito para uma ex-Spice Girl. Os outros resultado, sem grandes revelações, você confere aqui embaixo:

Designer do Ano: Sarah Burton para Alexander McQueen

Marca do Ano: Victoria Beckham

Prêmio Novo Estabelecimento: Christopher Kane

Designer de Moda Masculina: Kim Jones

Designer de Acessórios: Charlotte Olympia

Prêmio Red Carpet: Stella McCartney

Prêmio Revelação Ready-To-Wear: Mary Katrantzou

Talento Emergente Moda Masculina: Christopher Raeburn

Prémio Revelação Acessórios: Tabitha Simmons

Modelo: Stella Tennant

Prêmio estilo britânico: Alexa Chung

 

Parece, mas não é!

Bella Swan CasamentoOs verdadeiros fãs de Crepúsculos certamente já foram ao cinema para ver a primeira parte de Amanhecer e puderam conferir todo o glamour do modelo Carolina Herrera que Bella Swan usou para se casar.  O resto dos expectadores que ainda não assistiram ao filme – como eu – deveria se envergonhar e providenciar urgente uma brecha na agenda. Mas isso não siginifica que a gente tenha que morrer de curiosidade ou ter que se contentar em ver a cópia barata (sim, mais barata e bem menos fabulosa) do vestido, criada por Alfred Angelo para tornar acessível o sonho de quem se encantou com o modelo original.

Se você está curiosa para ver o vestido mas não é do tipo que sai de casa para ir ao cinema ver Kristen Stewart dar à luz a um bebê assustador, essas fotos com certeza vão te satisfazer. Nas imagens, também fica mais fácil conferir os detalhes em crepe de seda e renda chantilly e os 186 botões usados: 152 nas costas, e 17 em cada manga.

Isabela Swan DressIsabela Swan VestidoE agora, a réplica – que já havia sido divulgada na rede:

Isabela Swan Replica

Será que vale os US$799? Sei não…

 

Ladrões de Bico Fino

As quadrilhas de assaltantes mostraram que estão antenadas e, bem empreendedoras, já detectaram uma nova oportunidade no mercado. A estratégia agora é roubar as coleções das grifes mais luxuosas do mundo fashion. Depois de Marc Jacobs, – que teve todas usa coleção primavera verão extraviada no percursso Paris-Londres – a vítima da vez foi a Luis Vuitton. Na última sexta feira, uma gangue de assaltantes mascarados manteve cinco funcionários da maison como reféns no aeroporto de Paris, enquanto preenchiam dois caminhões com os produtos que, juntos, somaram um prejuízo de mais de US$749 mil.

Mas vamos combinar… assaltar bancos e carros fortes já estava ficando um pouco demodé, né?